quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Senhor, tende piedade de nós

A oração que repeti tantas vezes no domingo à noite, quando ia à missa na adolescência, veio espontaneamente aos meus lábios hoje de manhã, enquanto esperava o ônibus que me leva na segunda etapa da viagem até o trabalho. A editora fica em uma rua em S. Cristóvão onde não mora ninguém, onde não passa ninguém, igual ao antigo samba.

Hoje no ponto de ônibus no local aprazível chamado Cancela, onde a calçada de pedestres deve medir pouco mais de seis palmos, havia uma amostra de cada um dos problemas que acometem os seres humanos em sua jornada sobre a face da Terra.

Perto de mim, uma mulher carregava nos braços a filha de uns 7 anos, vítima de paralisia cerebral. A menina bem arrumada, limpinha, cabelos cheios de trancinhas enfeitadas com laços de fita. Os pezinhos nus, pois, deformados, não comportam sapatos comuns. E a mãe carregava aquela filha com tanto carinho, tanta abnegação...

Ao meu lado, um homem negro de uns 35 anos fazia cara de sério, mas estava completamente bêbado. Lutando para manter-se ereto no mesmo lugar. E olha que eram 9h45 da manhã.

Na minha frente, uma mulher corcunda. A coluna retorcida, o tronco medindo a metade do comprimento das pernas. Mas firme e forte, esperando o ônibus que a levaria a algum lugar.

E lá vem um menino negro, sorriso no rosto, calçado com tênis com o dobro do tamanho dos seus pés, vestido com moleton sujíssimo e rasgado. Vinha mexendo com todo mundo, dando beijos nos braços das mulheres, sendo repelido e achando graça. Uns 10 anos, sozinho. Esse me deu um aperto no coração...

Meus olhos se encheram de lágrimas, olhei o céu branco, nublado, sobre a minha cabeça, e me veio aos lábios: Senhor, tende piedade de nós.

8 comentários:

Ita Andrade disse...

tambem tenho um nó cego na garganta...não da pra comentar
Um beijo no coração

Calabresa disse...

Fiquei sem palavras. Só emoção!!!
Bjsss

Carolina disse...

Agora fiquei só emoção...
Tem momentos que me vejo, muitas vezes, durante o dia agradecendo as coisas boas que Deus fez por mim nesta vida.

Tem um meme pra ti lá no café. Dá uma espiadinha.

bjos queridos pra ti!

Ana Carolina disse...

Puxa. engasguei.

basta olhar em volta pra vermos o quanto somos "ricos", não?

Beijos, minha querida.

Rafael Velasquez disse...

bem-vinda ao mundo cruel, onde o ser humano é diferente de outro ser humano, mas tudos humanos... contráditório? puxa uma cadeira, é terapia em grupo.

Monica Loureiro disse...

Nossa , lembrei de uma historia que ví num site chamada :"Moça, a a senhora é rica ?"

Vou ver se mando pro seu e-mail....

Monica Loureiro disse...

Descobrí que não tenho seu e-mail
Manda um pro meu que te respondo.
A história é linda.
monicaty.monica@gmail.com

MELISSA S disse...

E nessas horas eu me pergunto: qual é o propósito de eu ter tanta sorte nessa vida? Já se perguntou isso?