terça-feira, 23 de setembro de 2008

Mamma mia!

You can dance, you can jive, having the time of your life, uhuu, see that girl, watch that scene, dig in the Dancing Queen...

Eu tinha uns 8 anos e essa música tocava nas rádios, e eu ouvia muito o rádio. Cantava, dançava sozinha no quarto, nas festinhas, na casa do meu pai, que tinha o disco do Abba. (http://pt.wikipedia.org/wiki/ABBA).






O tempo passou e uma mulher teve a bela idéia de aproveitar as canções de letras elaboradíssimas do grupo sueco e adaptá-las para um musical. Assim surgiu Mamma mia!, que estreou em Londres em 1999 e é sucesso da Broadway desde 2001. Agora, o espetáculo chegou aos cinemas na forma de um filme delicioso, divertidíssimo, que faz as pessoas rirem e saírem da sala escura felizes da vida. Andamos sedentos de assistir a coisas leves, que nos alegrem a vida. O resultado é que Mamma mia! é a primeira bilheteria em todo o brasil pela segunda semana consecutiva.

O filme narra a história de uma jovem que vai se casar e resolve convidar o pai. Mas ela não sabe quem é, foi criada somente pela mãe. Escarafunchando um diário da genitora, descobre que ela transou com três moços na mesma época, 20 anos atrás, e qualquer um deles pode ser seu pai. Escondida da mãe, resolve convidar os três para a festa. E começa a confusão.

Meryl Streep, quase sexagenária, interpreta uma mulher com pouco mais de 40, canta, dança, pula, abre as pernas no ar. Um colosso! Pierce Brosnan, antigo 007, canta mal mas é uma simpatia. E Colin Firth, o eterno namorado da Bridget Jones, está um gaaaato!

O melhor é que a trama, apesar da leveza e da alegria, tangencia com precisão várias facetas da relação mãe e filha. Fui assistir com minha filha, com quem vinha tendo umas rusgas, e o filme coroou um fim de semana de reconciliação. Muito bom!!! Vão assistir correndo e me falem!

Por enquanto, vão aprendendo a cantar Dancing Queen, a mais famosa canção do grupo – injustamente classificado como cafonérrimo –, neste karaokê que encontrei no YouTube.


5 comentários:

Pâmela disse...

Engraçado, hoje me falaram desse mesmo filme. Mas nã gostaram.
Ainda não assiti, mas pretendo.
Acho qeu a pessoa que viu não tinha essa sensibilidade para perceber as facetas da relação mãe e filha.
Fiquei curriosa.
Beijos!
Boa semana!

Carolina disse...

Bela dica! Vou assitir com a minha filhota, com quem tbém " cultivo" às vezes rusgas em tempos adolescênticos. Cruzes!
bjos

Calabresa disse...

Eu já estava morredo de vontade de assistir( mas esse fds foi a vez do namorado escolher o filme!)agora é que vou mesmo!!!
bjsss

Claudia Goulart disse...

Falei sobre esse filme tb no meu blog e adorei ter assistido.
Sai do cinema com vontade de dançar!
Também fui com a minha filha filha e desde então,ela não pará de cantar Dancing Queen!
bj

ana flavia disse...

MAMMA MIA! o melhor filme musical que já assisti na vida. Com atuações maravilhosas de Meryl Streep (A MELHOR ATRIZ DE TODOS OS TEMPOS), Amanda Seyfred, Pierce Brosnan, Colin Firth, Christine Baranski e Julie Waters. Muito divertido, com cenas brilhantes de mãe e filha. Um ótimo filme para assistir com os filhos e com a familia.
Ahh... me deu uma vontade de assisti-lo agora....
ok bjsss