sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Fazer gente feliz

Muitas vezes eu me questiono sobre a minha vida profissional. Acho que todo mundo faz isso. Porque as coisas não costumam sair exatamente como a gente havia planejado ou sonhado.

Há cerca de 6 anos, quando comecei a realmente me empenhar em migrar do jornalismo para o mercado editorial, minha meta era me tornar editora. Já havia editado revistas e uma página em um jornal (Religião & Fé, em O Dia, 1997-1998). Queria editar livros.

Mas eis que a primeira editora que me acolheu, a Campus/Elsevier, especializada em livros de Negócios e Desenvolvimento Pessoal, reservara para mim um cargo no meio do caminho entre o marketing e o editorial: gerente de autores. Uma espécie de RP responsável por eventos também.

Depois da Campus, vim parar na Record, onde estou há 2 anos e meio. No início, iria cuidar somente de noites de autógrafos, palestras de autores etc. Mas graças ao know how adquirido na outra editora e a vários empurrõezinhos da vida – além do esforço pessoal –, meu trabalho cresceu e apareceu, e hoje cuido não só disso, como também faço a ponte entre os autores e as feiras nacionais e internacionais, vinda de autores estrangeiros ao Brasil, além de eventos grandes, como nunca imaginei que fosse capaz de realizar.

Um deles aconteceu nesta terça e quarta-feira (2 e 3/9) na Estação Central do Metrô Rio. Montamos um palco ao lado da biblioteca popular que funciona no local, contratamos som, músicos e atores para ler trechos de Vidas secas, clássico de Graciliano Ramos, que está completando 70 anos de publicação.
Passei a semana em função disso, corri pra lá e pra cá, fiquei sem almoçar até tarde, ontem estava exausta! Mas no fim das contas, constatei: meu trabalho é fazer gente feliz. Vejam:
A atriz Mel Lisboa está grávida, sem fazer novela, de bobeira em casa. Mas subiu em um palco, foi vista por dezenas de pessoas, deu autógrafos, saiu em matérias no Estado de S. Paulo, G1 e outros veículos importantes. Apareceu! http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL745549-5606,00.html




Cerca de 60 crianças da rede pública, de escolas nas redondezas, mataram aula, ganharam autógrafos, receberam livros de presente, tiraram fotos com artistas. Um dia diferente! Com cultura ao vivo e a cores!





Dois músicos que contratei em cima da hora, por terem repertório de música nordestina, tocaram em altos brados, com toda garra e alegria, ajudaram a juntar gente, teve até dança! Eles ainda sortearam um CD para o melhor dançarino e tiraram fotos com a vencedora, uma senhora que passava pelo local e acabou ficando. Nada disso estava no "script".






Essas são apenas algumas facetas desse evento que correu maravilhosamente bem, e que tornou a vida de muita gente mais alegre, mesmo que por breves momentos. E não foi responsabilidade só minha, não – nunca é. Quando a gente trabalha com eventos, o imponderável está presente o tempo todo. Temos que rezar com fé e mãos à obra!

Por isso, quando às vezes eu me angustio com os rumos que a minha vida toma, lembro que por enquanto está tudo bem. Enquanto eu estiver fazendo gente feliz – e isso me faz feliz também, claro – tudo estará bem.

11 comentários:

Claudia Goulart disse...

Parabéns pelo trabalho e pelo evento realizado.
Questionar é sempre bom, mostra que temos pelo menos algum controle sobre nossos passos.

Como vc sabe, sempre passo aqui, por isso mesmo indiquei seu blog ao Prêmio Dardos. Dá uma olhada no Cenário e veja o que acha.
bjs

Monica Loureiro disse...

Menina, foi uma benção ter lido este Post hoje....Estou numa ansiedade enorme, pois, pela primeira vez, depois de anos, nossa produtora de vídeo reservou um STAND para participar de uma FEIRA DE COMUNICAÇÃO. Apesar de ser uma feira destinada a agencias, estou querendo focar no Tema DOCUMENTÁRIO, que é algo que tem me interessado muito no momento.....Quero me fazer feliz e levar felicidade para as pessoas, abrir novos horizontes....
Se tiver alguma ideía inspiradora para um STAND pequeno, me fale...

Carolina disse...

Acho que metade da felicidade tem a ver com estar realizado um pouco que seja profissionalmente. E isto pra mim tbém já é sucesso, mas não fala daquele sucesso cheio de luz, camera e ação, mas aquele bom que faz a gente apagar a luz no final do dia e ter a sensação de que "fiz a minha parte", sabe?

Bom, sobre o teu coment no último post: concordo contigo, mesmo consciente a gente depois de grandinha ainda entra nas roubadas e na carência fazemos péssimos negócios. Fazer o que? C'est la vie, mon ami!!!

Carolina disse...

( cont.) lindo o seu trabalho!!!
Parabéns!!!
bjos e bom findi!

biatrixx disse...

oi querida, q lindo seu trabalho. Olha, tenho certa experiência nessa coisa de eventos e sei como as coisa são. Gratificantes no final mas enlouquecedoras durante o processo.
Parabéns!
Me convide pros próximos.
bjs e boa sorte.
B

Pâmela disse...

Poxa, que legal!
Deve mesmo ter sido um evento maravilhoso!
Concordo com você, enquanto você estiver feliz e fazendo coisas que te agradam, não importa que a vida não tenha tomado o rumo que você sonhou. O iomportante mesmo é ser feliz.
Beijos!
Boa semana!

Histérica disse...

As nossas ações é que definem que tipo de pessoa somos e você é do tipo feliz! ;D

Parabens

Rosane Queiroz disse...

Valéria querida

voce é boa nisso!
sabe que eu sou o contrário: nunca me imaginei como editora e cá estou há anos
mato a vontade de fazer eventos lá no che, porque ver a coisa acontecendo, sabendo quantos e-mails foram trocados, quantos pauzinhos tiveram de ser mexidos, é como ver uma mágica acontecer
é muito bom!

parabéns e que voce tenha cada vez mais sucesso nesse trampo

beijos, RÔ

Valéria Martins disse...

Ai, que bom ter a força de vocês, porque às vezes bate uma criiise!... Foi só escrever ese post que ela apareceu! Ui!

Ana Maia disse...

Xô baixo astral. Crise que nada! Concordo com vc que fazer as pessoas felizes tem grande valor. Vale acreditar nisso, pois o sentimento de tocar o coração de alguém é muito bom e nos ajuda a dar sentido à vida.
Saiba que admiro seu jeito de seguir em frente, transformando as situações vividas em comentários bem humorados e cheios de doçura.
Manda ver Valeria!Pode crer que sua capacidade de fazer acontecer é muito maior do que vc imagina!
Grande bjo

Cardume Design disse...

Adorei e lamentei nao ter tempo pra prestigiar. vc merece tudo de bom na sua carreira!!!!! vc é porreta!

Estou começando novos desafios, tb pintou uma crise...

beijo, querida