sexta-feira, 6 de junho de 2008

Indy

Indy continua um charme, uma presença, um homão, apesar da cara amassada. Seu chapéu, para quem não sabe, é fornecido desde o filme I por uma fábrica de Campinas, interior de São Paulo (alô, alô, Marcinha!!!), a Chapéus Cury, a favorita de Chitãozinho e Chororó. Quem não acredita, veja no site: http://www.chapeuscury.com.br/

Indy dessa vez está acompanhado do filho, o jovem ator descoberto por Spielberg, Shia Labeouf (nome de origem judaica), que eu eu meus filhos já conhecíamos de Transformers e Paranóia (Disturbia), dois bons filmes para se assistir em DVD mesmo que vc não seja mais criança ou adolescente – mas tenha a alma de um.








O rapaz é uma graça e tem um baita potencial dramático; basta reparar numa cena em que está na cela onde o tio ficou preso e seu rosto aparece na penumbra, chorando. Não sei se estou maluca, mas vi tanta dor no rosto dele que destoou do filme, que, afinal, é Indiana Jones. É uma fração de segundo e logo tudo volta ao normal. Mas dá vontade de assistir Shia interpretanto um bom drama.

Indy também reencontra Marion, a mocinha do primeiro filme. É a atriz Karen Allen, que está com 56 anos. Cara amassada também, mas o sorriso é o mesmo. Na vida real, hoje, ela tem uma escola de tricô. Na pré-estréia do filme nos EUA as alunas de tricô foram todas juntas, ovacionar sua mestra.

Melhor diálogo do filme: no meio de uma discussão por ciúmes, ela atira na cara dele: "vc não pode falar nada, quantas mulheres teve depois de mim?" Ele responde: "Muitas, mas todas tinham o mesmo problema". "Qual?" "Não eram você, baby".

A trama de Indiana Jones e o reino da caveira de cristal é rocambolesca, mas faz sentido dentro do que se propõe. Spielberg é daqueles nerds que ficam horas pesquisando e estudando enigmas da história tipo Atlântida, ETs e... a caveira de cristal. Ele é um mistíco, sem dúvida, e começou a carreira fazendo filmes de terror.

O filme é uma delícia e até mais maduro – como seu protagonista – em comparação com os anteriores. Ou será que estou maluca??? Vcs viram? O que acharam??? Eu adorei!...

6 comentários:

Pablo Lima disse...

ainda não vi, mas suas dicas são sempre relevantes.

Ana Carolina disse...

Vou assistir hoje com Paulo!! Adoro Indiana Jones, mesmo com artrose reumática! Outra série de filmes que amo é do De Volta para o Futuro. Mesmo se o Michael J. Fox, cheio de Mal de Parkinson, gravasse o quarto filme da série, eu assistiria com certeza!!!!!

Beijos!

Marcia Regis disse...

Humm... boa dica para o domingão que se prenuncia em São Paulo - porque aqui em Campinas, por causa da história do tal chapéu, os cinemas estão dando um nó de tanta fila!
Ah - para quem é fã do Indy na vida real, vale visitar o site da Conservation International. Grande vovô Ford é um ativista e aparece depilando o peito em prol da preservação da Amazônia... um peitoral, digamos, bastante em cima para um sessentão ... rs

bjs

Valéria Martins disse...

Yes! O peitoral nu também aparece no filme e eu fiquei impressionada...

Ana Carolina disse...

queridona, depois vá no meu post de domingo...YSL deve estar se contorcendo no caixão! rs

Beijoca!

Claudia Goulart disse...

Só agora pude fazer esse comentário, pq antes não tinha visto o filme.
Também adorei esse filme, muita ação, história bem contada e o principal é saber que se pode chegar aos 60 anos em boa forma.
Fiquei impressionada com as primeiras cenas, quando Mr Jones, sobe pelas caixas com agilidade juvenil.Fiquei até em dúvida se não era um duble e depois soube que não.
bjs,