sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Os 140 caracteres

"O interessante da ferramenta é que a gente começa a pensar em 140 caracteres. São aqueles pensamentos aleatórios que nunca encontrariam um lugar, uma trama ou um enredo. (...) O Twitter é um orfanato. Todos os pensamentos que não tinham pai ou mãe podem ser acolhidos pelo Twitter."

O poeta Fabrício Carpinejar desponta como o teórico - e o prático - do Twitter. Semana que vem ele lança o livro www.twitter.com/carpinejar , com frases que cunhou para a ferramenta que chegou devagarinho (faz uns 3 anos) e foi cativando todo mundo ao propor uma nova maneira de pensar e escrever: só é possível se expressar com 140 caracteres.

E não é que, uma vez no Twitter, as frases começam a surgir dia e noite, talhadas para esse formato? Quanta coisa dá para dizer com 140 caracteres!

E ainda tem a questão do anonimato, que dá uma liberdade enorme. O Twitter é uma enxurrada onde se igualam eu, Zé das Couves, Willam Bonner, Ashton Kutcher, Carpinejar... Eu os sigo, outros me seguem, lá pelas tantas a gente não lembra quem está seguindo quem, perde as contas, o controle, as estribeiras. Mas somos todos subservientes à regra das 140 letrinhas e vamos nos comunicando desse jeito, em meio a pérolas e maluquices que surgem aqui e acolá.

Se você que está lendo esse texto ainda não entendeu direito o que é o Twitter ou para que serve, uma dica: isso não importa! Vai lá, cria uma conta e embarca na onda dos 140 caracteres. A sua criatividade vai te surpreender.

Ah! E o meu Twitter, para quem quiser me seguir: http://twitter.com/mvalmartins

7 comentários:

Claudia Pimenta disse...

oi valéria! é, o twitter é mesmo um sucesso! agora, fui capturada pelo facebook (risos)! bjs, querida!!!

Babi Mello disse...

oi Valéria, então uma renumeração não seria nada mal, afinal fiz uma propaganda bem legal do estado do Maranhão, não foi?
E sobre o twitter entrei para ver o que era essa febre que todos falaram e achei interessante, da para agregar conhecimento com isso, apesar de certas vezes encontrarmos coisas bizarras, vale a pena.
bj!

Heloísa disse...

Valéria,
Por enquanto ainda estou fugindo do twitter e do facebook. Mas entrei no seu e achei interessante, principalmente quando se quer acompanhar alguém bem de perto.
Beijo.

figbatera disse...

Pois eu não acho muita graça nisso; abri uma conta lá tb, pra ver como é, mas quase não vou lá....

Valéria Martins disse...

Poxa, quase ninguém gostou do meu post sobre o Twitter...

Fernandes disse...

Haha,eu gosto do seu blog.
Twistter,orkut,chats, periféricos, genéricos e similares. Não fazem muito a minha cabeça.

A propósito a foto muito bonita.

Abraço;

Vallaccis disse...

140 caracteres???!!!!!! Algo mágico na informação -
http://twitter.com/Valaci
abraços