quinta-feira, 9 de julho de 2009

A gripe flipina e outros assuntos

Na volta do passeio de barco, já fim de tarde, pegamos um vento gelado, com céu nublado, e acho que já cheguei em Paraty gripada. Tosse, garganta arranhando, voz sumindo... No Rio, após falar com as pessoas que estiveram lá comigo, descobri que estavam todos na mesma situação. É a gripe flipina!...

Só para encerrar essa conversa de Flip, alguns registros bacanas:

1) No sábado, dia 4 de julho, houve a apresentação dos autores Clóvis Bulcão e Lucia Bettencourt na Off Flip. Este evento acontece paralelamente à Flip e vem crescendo e melhorando a cada ano. Em 2009, ganhou patrocínio da Fliporto - Festa Literária de Porto de Galinhas, em Pernambuco: R$ 5 mil reais de prêmio para o melhor conto, vencedor do concurso promovido pela Off. Quem gosta de escrever, vá preparando seus contos para mandar em 2010...

2) No domingo, fui parar no evento de encerramento da Flipzona, que é uma nova cria da Flip destinada aos adolescentes. Esta foi a primeira edição. Fiquei encantada! No antigo cinema da cidade, grupos de adolescentes - a maioria de Paraty - subiram ao palco para mostrar os trabalhos realizados em 5 dias de encontro: um filme rodado nas ruas da cidade, com direito a figurino e maquiagem de época; jogos de vídeo-game feitos a partir de uma oficina dirigida para isso; um livro de poesias ilustrado, cujos poemas foram lidos pelas autoras - a mais nova tinha 11 anos.

Este ano o evento cresceu tanto que ficou meio disperso. Era tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo que as pessoas corriam para lá e para cá, e ninguém teve tempo de se encontrar e conversar direito. Li no jornal que vão reavaliar e fazer mudanças no ano que vem.

Em breve devo postar as fotos da Off Flip. Abaixo, Marcelo Tas, do CQC, fala aos jovens da Flipzona.


7 comentários:

Drunken Alina disse...

Tenho mta vontade de conhecer Paraty!

Essa semana li o seu e-book!
ADOREI!

Na verdade, me identifiquei mto com a história!

Beijão e ótimo feriado pra vc!

Halime disse...

Adoro o Marcelo Tas, acho que ele ganhou mto respeito com o CQC e não caiu no clichê. Ano que vem, quero mto estar na FLIP. mas estou adorando os eventos pós-flip... bjs!!

Heloísa disse...

Valéria,
Vejo que foi uma experiência bem variada. E o Flipzona deve ter provado que ainda podemos esperar muito dos nossos jovens.
Beijos.

caurosa disse...

Olá minha cara Valéria, passei para uma visita e gostei do seu blog, agradável e inteligente, espero voltar por aqui. Parabéns

Paz e harmonia em sua vida

Forte abraço

Caurosa

Babi Mello disse...

Oi! Valéria aproveitou todos os momentos da FLIP e eu que agredeço por comentar em todos os post que publico e fico feliz em saber que gosta dos meus comentários.
Bj!

Carla Mühlhaus disse...

Ainda não estive na Flip mas adorei ficar aqui tirando uma casquinha!

bjs

Mônica disse...

JÁ ESTOU EM CASA LENDO.
e contando as novidades para a mamae
Parati ficou muito mais bonita depois que li o que voce e aline falam sobre ela e suas maravilhas.
Com carinho Monica