sábado, 17 de janeiro de 2009

O aniversário da Miss

Minha mãe é a Primeira Miss Brasília – assim, no tempo presente e com maiúsculas, como ela gosta de frisar.

Quando a nova capital brasileira foi inaugurada em 1959, ela estava na cidade a passeio. Inscreveu-se no concurso por brincadeira e acabou ganhando. A manchete do jornal era: “Brasília tem miss de olhos cor do mar”, numa alusão aos olhos verdes da carioca.

Meu avô, psiquiatra, diretor do Instituto Philippe Pinel (!!!), no Rio de Janeiro, soube pelo rádio e ficou furioso! Mas minha avó deu força ao sonho da filha única, que no fundo queria ser atriz em Hollywood, e as duas rodaram o mundo.

Um dos prêmios era um contrato para ser garota propaganda do café brasileiro no exterior e isso rendeu muitas fotos e recortes em jornais e revistas estrangeiros, que passei a infância admirando. Minha mãe organizou todos os registros dessa fase em um enorme álbum feito sob encomenda, onde se lia na capa, em dourado: Martha Garcia, Primeira Miss Brasília.

Hoje, comemoramos seus 70 anos. Se ela souber que revelei sua idade no blog, estou perdida. Não chegou a brilhar nas telas de Hollywood, mas acabou tendo uma vida tão difícil quanto a de alguns ídolos de sua época. Mora em um hotel para idosos – apesar de não ser tão idosa assim – e tem muitos problemas de saúde.

Mas hoje era um dia alegre. Levei um bolo confeitado com os dizeres: Martha e Johnny Depp (é seu querido!). Mandei fazer santinho de lembrança. Distribuí flores aos idosos. Cantamos parabéns, tiramos fotos, ela ganhou muitos beijinhos e afagos. No fim, perguntei:

- Gostou da festa?
- Não. (Ultimamente, anda monossilábica)

Respirei fundo.

- Mas foi melhor do que nenhuma comemoração, concorda?
- É.

Fui para casa exausta, mas feliz.



15 comentários:

Babi Mello disse...

Nem sei o que dizer, que chicura sua mãe ter sido miss. Felicidades para ela e super diferente o nome dela e do ator favorito.

Carolina disse...

Que bacana, Valéria!
Tudo de bom pra sua mãe gatona!
Bonita foto, viu?
Bjos queridos pra ti!

Pablo Lima disse...

lindas, lindas, lindas! é evidente que o plural se dá porque a filha não estaria longe do adjetivo - como diz um um tio meu, "o fruto nunca cai longe da árvore"!
mas o ainda melhor em tudo isto é que hoje também aniversaria a minha mãe!
saudações às donas marthas e clarices!

p.s: será que a minha também vai reclamar quando eu disser que ela chegou aos sessenta? (:

Denise do Egito disse...

Val,
Respire fundo mesmo. Mas esteja certa de que você fez um lindo gesto de afeto para ela. Está plantando. Um dia vai colher. Beijos

Calabresa disse...

Valéria:
Eu sei exatamente o que é ter uma mãe assim!
Mas, viva o que somos: Diferentes.
Bjssss

Pâmela disse...

Que linda!
Parabéns pra ela!
E muita saúde!
Um beijo!

Claudia Pimenta disse...

oi valéria! que chic, hein? parabéns p/a sua mãe! eu, inclusive, já morei em brasília... bjs, querida!

Vanderhugo disse...

Mto interessante a frase do Jean-Yves Leloup...
eu queria conhecer seus livros...
bjs

Marisa Pimenta disse...

Valéria, não se preocupe de sua mãe só estar falando por monossílabos.Trabalho c idosos e já estou tb a caminho, porém o q os leva a isso é, sem dúvida, a perda da auto-estima e nem sempre compreendem o amor q temos por eles. Vivi isso c uma irmã e sei como dói, mas continue a boa filha e q sua mãe tenha ainda mtos aniversários. Morei 3 anos em Brasília, detestei aquele lugar!
Achei linda a foto da sua mãe miss.
Felicidade p ela e p vc q está conseguindo segurar a barra q não é fácil.Bjks

COLCHA DE RETALHOS disse...

oi valéria!
bom a caatingueira é um sitio que meus pais moram aqui pertinho do crato. caso um dia queira conhecer esse paraiso, como dizem os cratenses está as ordens.
orós fica um pouco longe daqui, fica mais perto de fortaleza!
um xero bem grande. amo o seu blog.
helena duarte

Heloísa disse...

Valéria,
Muita saúde para ela, e parabéns para você, pela atitude linda da comemoração. A foto da lembrancinha é linda. Só estranhei ela, com essa idade, já estar vivendo como idosa.
Beijos

Heloísa disse...

Valéria,
Me desculpe, caso eu não tenha me expressado bem no meu comentário.
Beijo

Marisa Pimenta disse...

Olá Valéria, q bom q gostou do selinho, mas a amizade é q vale. Adorei saber q sua mãe está melhor e até deu sorriso. Adoro trabalhar c os idosos, trabalhei anos c crianças e adolescentes, estimulando a leitura e dando aulas de teatro. Hoje prefiro essas pessoas carentes e q sei q gostam de mim. Faço mil coisas p agradá-los e vale a pena.
Sou mãe da Cláudia e da Tânia do BLOGandoARTE. Tenho uma mais nova, temporão q não tem blog e é jornalista, mas enjoou dos blogs.
Apareça sempre e dê notícias de sua mãe , estou as ordens p ajudar no q puder. Bjks
PS: vc ja conheceu meu outro blog? acessoriosdamarisa.blogspot.com

Telma Regina disse...

Oi Valéria que saudades !
Sou Telma de São Luís do Maranhão,filha de dona Benta.Lembra ? Ano: 1988,na época vc me chamava de Telminha!
Dê lembranças e um feliz aniversário à sua mãe,a minha mãe até hoje lembra da dona Martha!
Beijos e saudades!
Ass: Telma

Telma Regina disse...

Para vc entrar em contato comigo visite esse endereço de orkut:
(Italo_estilo@hotmail.com),esse orkut é do meu filho,que hoje está com 16 anos!
Tenho dois filhos um com 16 e outro com 8 anos!