sábado, 6 de dezembro de 2008

Repensar a vida

Há filmes que fazem a gente repensar a vida inteira. Tem que ter disposição e coragem para assistir, sabendo que no final, não há como desligar e esquecer. O filme nos acompanha o resto do dia, na cama à noite, antes de dormir, e no dia seguinte também.

Um desses filmes é Invasões bárbaras, de Deny Arcand. Outro, eu assisti em DVD recentemente: O escafandro e a borboleta, de Julian Schnabel, diretor que passou pelas artes plásticas antes de se dedicar ao cinema.

O filme conta a história verdadeira do editor-chefe da revista Elle francesa, que sofreu um derrame aos 42 anos, em 1996, e restou-lhe apenas o movimento do olho esquerdo. Graças a um sistema de comunicação que combina as letras do alfabeto com piscadelas, ele escreve e publica um livro.

Histórias de superação existem aos montes e são inspiradoras. A maneira como é narrado O escafandro e a borboleta é que o torna diferente. Música e imagens se combinam não necessariamente em ordem cronológica para dar uma idéia de como é a vida de Jean-Do, o protagonista. Trechos do livro verdadeiro são o fundo musical dessa história triste, mas que nos remete ao AGORA e ao que fazemos e queremos de nossas próprias vidas.

Repensar a vida em fim de ano faz bem...




10 comentários:

Calabresa disse...

Esse filme é uma lição profunda. Eu vi e me emocionei bastante. Pena que foi tão pouco divulgado.
Abração!

Calabresa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pâmela disse...

E viver o presente também.
Sempre o presente! Não só em fim de ano... Hehehehehehe!
Beijos!

Andrei disse...

Oi Prima,
Vamos retomar nossos contatos. Anote aí: telefone da Dora - 55 99532105. Telefone do Juliano (em Porto Alegre) - 51 9949.7296. E, é claro, o meu telefone (estou morando em Pato Branco, no Paraná) 46 3225.4115. Mande notícias.

Beijos,

Andrei

Fabio Fernandes disse...

Não só repensá-la, devemos identificar o quê não valorizamos o suficiente e passar dar o devido respeito a tais imposturas.

Uma sugestão de filme pra vc: Mar a dentro.

Bjokas.

Heloísa disse...

Valéria,
Também gostei muito desse filme.
beijo

Hazel disse...

Bom dia! Desafio para ti na Casa Claridade.

Monica Loureiro disse...

Obrigada pela dica...
Tem dicas de livros também ?

Fernanda Alves disse...

pensar na vida...
nada melhor do que fazer isso e colocar as ideias no lugar=)
adorei o blog=)

Valéria Martins disse...

Mônica, o livro mais tocante que li em 2008, e que já comentei no blog é "Sobrevivi para contar" (ed. Fontanar). Emprestei a minha secretária e ela também amou. Ficamos nós duas comentando o livro ao longo do ano. Leia correndo. É um livro sobre o perdão.