sábado, 30 de outubro de 2010

Amor ou paixão?

Conversando com uma amiga ao telefone, a pergunta me surpreendeu:

- Você está apaixonada?

Refleti um pouco e respondi, cautelosa:

- Paixão me lembra uma coisa ansiosa, tipo ficar grudada ao telefone esperando ele ligar. Então, não estou apaixonada, não. Estou amando.

- Mas nem um friozinho na barriga???

Desconversei. E fiquei pensando: deveria estar sentindo o tal friozinho? Mas o que eu sinto é uma sensação de calma e plenitude que me faz sentir inteira e preenchida. Isso, para mim, é estar amando.

Passou o tempo e as respostas foram chegando.

Uma resenha do livro Sociedade excitada (Ed. Unicamp), de Christoph Türke, em que ele disserta sobre a enxurrada de estímulos que recebemos a todo instante, o que nos torna "viciados" em sensações fortes fazendo o cotidiano parecer pálido e enfadonho. O desafio, segundo o filósofo, é tentar criar espaços de reflexão em meio a essa torrente.

Uma conversa com minha cunhada, a atriz e preparadora de atores Camilla Amado - também filósofa a essa altura da vida, pelo menos, é assim que os artistas que trabalham com ela a consideram. Outro dia, batendo papo ao telefone sobre um assunto qualquer, ela soltou:

- Felicidade é estar em paz.

Expus a ela a questão do Amor X paixão e ela completou:

- Valéria, na paixão não há paz.

A questão se esgotou para mim.

E para vocês, o que é melhor ou mais desejável, Amor ou paixão?



18 comentários:

Jamil S.P. disse...

Por que amor OU paixão e não amor E paixão?

Valéria Martins disse...

Sim, pode ser!

Drika disse...

Acho que paixão, mais ds vezes, é um estado um bocado narcísico. A gente está apaixonada por ser objeto de desejo do outro, quase que por devorá-lo e ser devorado... amor é encontro, amor não precisa, necessariamente, de estar com o seu melhor na vitrine. Amor aquece abeça. Paixão dá dor de barriga, insegurança e frisson. Sensações fortes mesmo (que como bem falou o autor que vc menciona, são viciantes...). Mas acredito, de verdade, num amor apaixonado. Daqueles que a pele continua feliz quando encosta no ser amado... de ternuras, gostosuras e aconchego.

eusoqueriadizer disse...

Poxa, concordo com o comentário do Jamil... Acho q pode ser as duas coisas juntas... Qdo eu estou amando, ou apaixonada, nem penso se estou amando ou apaixonada! rs

É td tão bom né??? rs

Bjusss

Gerana Damulakis disse...

Paixão embriaga, é uma delícia, parece que o mundo existe por causa dela, mas esgota, como tudo que é intenso.
Amor correspondido é gostoso e traz felicidade. E felicidade é uma coisa morna.

Denise do Egito disse...

Valéria
Eu acho que no começo a coisa deve ferver, sim. Tem que ter emoção, mãos suadas, coração aos pulos. Depois o sentimento vai suavizando e cedendo lugar à calmaria que, é muito bom também. É assim que eu entendo.
Um beijo pra você

Ana Valeska Maia disse...

Valéria, após torrentes de paixão anteriores tenho tido a sorte de viver um amor tranquilo e tem sido muito bom.
Bjs.

Dri Andrade disse...

Valéria,adorei o post.
Que coincidencia duas vezes, a primeira por que hoje mesmo publiquei um post que tem muito haver com suas palavras a aqui.Cujo título é: O AMOR NÃO TEM HORA MARCADA.

A segunda,é que estou preparando um proximo que fala exatamente sobre isso, a diferença entre a paixão e o amor.
Coisa boa é a gente escrever o que vive, vejo que vc esta nessa fase.
Com sua maturidade e beleza em enxergar esse momento, e pelo momento que tbm vivo hoje com a espera do meu casamento. Onde tenho experimentado e conhecido um amor diferente, que como ''dizemos coincidentemente'' completa e preenche,sem precisar de muita festa. Posso dizer que sem duvidas, o amor é bem melhor do que o fervor da paixão que é tão passageiro.

Um beijo e bom restinho de semana.

Mônica disse...

Valéria
Uma vez tivemos um curso com uma escritora especialista em educação infantil. E ela terminou dizendo que se no trabalho com estas crianças ou em qualquer trabalho voce não colocar paixão, ele será um trabalho inferior.
Eu coloquei mais amor do que paixão em meus trabalhos. Porque paixão a gente só vê um lado naquilo que faz e amor voce pode observar e ver o que fazer para melhorar.
Não a obedeci! Prefiro o amor a paixão, ou melhor a ideia fixa de que só existe uma pessoa, ou um modo de trabalho a realizar
com carinho MOnica
OBS
Que pena que voltei com a decepão de não ve-la. Mas os primos, os passeios, a vontade de estar junto, de procurar onde encontrar, ficou em primeiro lugar, mas outras idas ao Rio aconteceram. Com mais calma.
Marilia prometeu te entregar pessoalmente os dois livros.
Vou ficar cobrando...

Ethel disse...

Vivi a maior parte da minha vida agitada pelas paixões,sempre buscando no outro o que faltava em mim - no caso, o amor por mim mesma em promeiro lugar. Até que fui capaz de aceitar e amar verdadeiramente quem sou e encontrar, finalmente, a paz de um amor recíproco, profundo e verdadeiro.

Jamil S.P. disse...

Também acredito num 'amor apaixonado', como você bem destacou, Drika. É que não vejo a paixão como uma coisa necessariamente má. Acho que ela pode ser disciplinada e, assim, estar a serviço de um amor verdadeiro, sendo-lhe grande aliada. Digo-o por experiência própria.

Valéria Martins disse...

Interessantes as colocações. Concluo que tudo depende da experiência subjetiva de cada um com relação a amor e paixão. Das paixões que eu tive, saí chamuscada... Mas os amores só me trouxeram alegrias.

Beijos em todos, obrigada pelos comentários!

figbatera disse...

É, um "amor apaixonado" talvez seja a melhor situação; feliz de quem pode "desfrutar" da vida assim!

Arnaldo disse...

Valéria,

Acho que são duas sensações boas. Diferentes mas, ambas necessárias, ambas deliciosas. Cada uma a seu tempo.

Carolina disse...

Sempre o amor,somente por ser mais saudável.

Porque a paixão flerta com o perigo e a violência das sensações nos causa dores.

Bjão

Célia Regina disse...

Oi, Valéria! 1. Paixão e Amor precedem uma outra pessoa - 2. Acredito, os sentimentos que seguem dependem da pessoa por que nos apaixonamos ou amamos. 3. Ás vezes amamos alguem calmo, de emoções controladas e não ficamos ansiosas. Outras vezes, a outra pessoas acaba por nos deixar mais ansiosas do que já somos por natureza e hormônio. Por fim...É assim que me vejo. Não sei se serve para você. Um bju

Maria Muadiê disse...

os dois!

Anônimo disse...

AMOR E PAIXAO ,O AMOR E SUBLIME Y ELEVADO MAS A PAIXAO NAO DEIXA DE SER UMA MANIFESTAÇAO DO AMOR, MENOR SIM DUVIDA, MAS FAZ PARTE DA ESENCIA , MUITOS DOS GRANDES AMORES COMENZARON PELA PAIXAO ,COM TUDA CERTEZA NOSSA HERMAOÇINHA PAIXAO NOS DEU UNS MARAVILLOSOS MOMENTOS NA NOSSA VIDA ... ATE AGORA . AMEN.