domingo, 11 de julho de 2010

Atenção às idéias

Leio o perfil de Pedro Lourenço, jovem estilista de 20 anos que fará desfile, pela segunda vez, na Semana de Moda de Paris, e ele diz que seu processo criativo ocorre quando está só e em movimento. "As idéias fluem quando ele anda, viaja, se desloca", diz a matéria no caderno Ela, de O Globo.

Fico pensando no quanto passei a valorizar e dar atenção as minha próprias idéias desde que deixei o mercado de trabalho formal para me tornar empreendedora (entrepeneur é a palavra chique para isso). Percebo que certas idéias tem um tom especial, como se, ao nascerem, tocassem uma tecla diferente na música da minha vida. É um tom superior que indica: aí tem coisa. Essas idéias são as passíveis de serem realizadas e darem frutos.

Já tive idéias assim que, ao serem realizadas, não deram certo. Mas elas representam apenas 5% e, de qualquer modo, sua execução serviu como aprendizado e para criar e fortalecer laços com todos os envolvidos. Ou seja, valeu!

De modo que ando com um caderninho na bolsa. Cada vez que surge uma idéia ou lembro de alguma pendência, trago o caderninho às mãos e scrt, scrt, scrt... Uma dica: essas idéias têm também um tempo certo para serem realizadas. Se não pomos mãos à obra, já era.

Então, uma lembrança, essa semana, para as vossas idéias. Vamos prestar mais atenção nelas, ficar atentos ao tom mais alto, à luz que se acende sobre nossas cabeças quando uma delas aparece, quem acontecia com o Professor Pardal, da Disney. Quem lembra dele?



9 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Elas pedem atenção: se levamos cada uma a sério, aí é outra história mesmo. Creio que já perdi oportunidades por não ter dado a devida atenção a algumas.

Ana Cristina Melo disse...

É realmente imprescindível esse caderninho inseparável que é sacado da bolsa em qualquer lugar.

Algumas ideias que coloquei em prática cheguei a desconfiar que fossem malucas, mas depois descobri que não.

Bjs

Fernandes disse...

Cá estou...após 3 semana de muito trabalho, Cidade Maravilhosa deveras movimentada...
Sinto, por não ter participado dos posts anteriores.

Ter idéias acreditar incentivar e colocar em prática é extremamente importante inerente ao resultado.

Agora comigo,não sei, parece que não funciona
:o( :o(( ...
desde moleque até hoje ouço "não inventa idéia" ou Zé não pensa, por favor "

Vai entender...
(Brincadeirinha)

Boa tarde a tds.

Fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernandes disse...

"Semanas"
S no final ...
Que vergonha!
Zé! Saiii agora da internet e vai estudar com o Bechara, rs...

Perdão!!

olney disse...

É. Algumas idéias que parecem surgir "da noite pro dia", resolvem, muitas vezes, situações que nos incomodavam.

Heloísa disse...

Valéria,
Eu também tenho um caderninho na bolsa, para anotar ideias que possam surgir durante o dia.
Mas esqueço de deixar um ao lado da cama, pois a maior parte das ideias parece que surge à noite.
Beijos.

Neide disse...

Val querida,

Estou de volta, estive numa correria danada estes dias não deu pra comentar os posts anteriores, mas cá estou...

Eu adoro pensar em coisas novas quando ando, realmente o caminhar pra mim é fonte de grande inspiração. É o momento que tenho pra colocar as coisas em ordem e ter idéias novas, achar a solução pra um problema etc. Adoro este exercício de caminhar, organizar, criar, sempre deu muito certo pra mim..
Este rapaz vai longe!!!

Valéria Martins disse...

Queridos amigos, ando distante do blog. Mas leio sempre os comentários de vocês e agradeço de coração.

Vamos em frente, beijos, obrigada!