sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Porque os norte-americanos elegeram Obama

Refletindo sobre o fenônemo que levou Barack Obama – mulato, nascido muçulmano – a ser eleito presidente dos Estados Unidos apenas 8 anos após o World Trade Center ter sido derrubado por extremistas islâmicos, tive um insight que agora compartilho com vocês. Digam-me se estou louca ou não.

Obama foi eleito porque os norte-americanos, de alguma forma, querem se aproximar das minorias que ignoraram durante tanto tempo, após constatar quão desastroso foi resultado dessa discriminação.

Não afirmo que cada cidadão tenha pensado nisso na hora de votar. Existem milhares de razões pessoais, econômicas, políticas etc. A própria ascensão de Bush com sua linha dura ajudou muito. Mas de uma forma coletiva, a eleição de Obama expressa uma esperança de mudança, de diálogo com povos que o americano branco sempre desprezou como se dissesse: “fique aí no seu lugar, não adianta querer chegar aonde estou.”

Pois bem, o resultado dessa postura deu no que deu: esses povos se infiltraram no império americano e, debaixo das vistas de todos, derrubaram o maior símbolo de seu poder.

Desorientados e amedrontados, os norte-americanos elegeram Bush. Mas são inteligentes, não é à toa que lideram o mundo. Aprenderam com a experiência e agora voltam seus rostos para um homem cujo discurso é: “vindo de onde eu venho, tenho capacidade para dialogar com os outros. E procurar acordos”.

Só sei que, se em 2001 alguém profetizasse “daqui a 8 anos o presidente dos EUA será um negro de origem muçulmana” eu diria que esse fulano, sim, é que estaria louco...




7 comentários:

Babi Mello disse...

Acredito que a eleição de Obama foi para ir em busca da mudança, afinal os EUA a cada dia que passa se tornava um pais muito odiado, e o Sr. Bush contribuiu muito para essa criação de imagem.
E como diz seu lema: yes, we can!
Nota:
A foto de que você fala só pode ser do Véu de Noiva ou do Portão do Inferno como falamos aqui.
Bj!

Arnaldo disse...

Não sei não. Acho, na verdade, que Obama foi eleito pela metade da população mais um pouquinho. Como já tinha sido com Bush (e com a ajuda de uma regra eleitoral que permite umas maracutaias).

O que pega é que a sociedade americana está dividida. Há muitos anos. E muito dividida meio a meio.

O grosso da população do centro e do sul, vota no partido republicano. O grosso da população das duas costas, vota no partido democrata. sejam quem forem os candidatos.

Assim, qualquer eleição acaba sendo decidida por uma minoria infima, que é a dos que pendem ora pra um lado, ora pro outro.

Denise do Egito disse...

Valéria,
Não consideo os americanos tão inteligentes assim, não. Tanto que relegeram o Bush com uma proposta de governo que já era absurda. E não espero milagres de Obama: ele vai governar para os americanos e o Senado estará lá, aprovando suas decisões ou não...

Denise do Egito disse...

Valéria,
Não consideo os americanos tão inteligentes assim, não. Tanto que relegeram o Bush com uma proposta de governo que já era absurda. E não espero milagres de Obama: ele vai governar para os americanos e o Senado estará lá, aprovando suas decisões ou não...

Monica Loureiro disse...

Acho que tem a ver sim....Espero que eles estejam tirando grandes lições de tudo de "ruim" que aconteceu, que com certeza tem a ver com a LEI DO RETORNO....

E que eles façam por onde melhorar daqui pra frente...

Carolina disse...

Obama veio como brisa de verão pra refrescar o que já estava velho, mofado e na mesmice.
Agora se esta promessa vingará e dará bons resultados é outra parte da história a ser contado.
Levo fé nesta mudança, mas não pelo fato de ser negro e tal, mais pela liderança e boas iniciativas das suas idéias.

bjos meus

Carolina disse...

( continuando) mas que se tivésssemos imaginado isto a oito anos, como falaste, acharíamos que realmente era um sonho, uma utopia qualquer. E hoje descobrimos que YES, WE CAN!!!!

BJ!