quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

A boca e o pacote

Conversa de fim de noite, em mesa de bar, no Carnaval. Amiga pra lá de Marrakesh começa:

- Agora eu queria uma boca pra beijar. Mas queria uma boca sozinha, voando no espaço, separada do resto.

Nos entreolhamos.

- Como assim???

- É que quando beijamos uma boca, junto vem um pacote. E hoje eu não quero isso. Queria só a boca me beijando solta no ar.

Hahahahaha... Todos rimos. Mas um dos presentes à mesa está refletindo, parece que a declaração de nossa amiga encontrou eco dentro dele. Lá pelas tantas, entre sério e cabisbaixo, diz:

- Pois é... Um pacotão!...

Teve gente que quase caiu da cadeira de tanto rir.

Fui para casa repassando o diálogo, tudo muito engraçado: a situação, o contexto, os interlocutores, o timing das falas...

Mas me peguei refletindo, também, sobre todos os homens que me quiseram ao longo da vida, apesar do meu pacote. Um pacotão!... (que bom, me orgulho dele, a maior parte, pelo menos).

Em seguida, resolvi agradecer a cada um desses homens por terem compartilhado comigo um tempo de suas vidas – anos, meses ou horas, não importa. Repassei seus rostos e fui dizendo obrigada... Porque um ser humano é um universo, né?

Me senti muito bem fazendo isso.




13 comentários:

Halime disse...

Adorei o diálogo, mto bom!! Vez ou outra, tb tenho essa mania de fazer um "rewind" de todos os namorados e casinhos que eu tive... Das coisas que aprendi, das lembranças boas, do que doeu mto e, hoje, são apenas memórias... Tudo isso, no final, faz a gente ter uma noção boa de tudo que vivemos e do quanto aproveitamos. beijão!!

Babi Mello disse...

Devemos agradecer mesmo a tudo isso, e achei interessante a análise da sua amiga.
Bjocas!

Drunken Alina disse...

Boa maneira de encarar seus relacionamentos =)

E graças á Deus passei o carnaval vadiando, beeem longe da pia,rsss!!
A casa virou um chiqueiro.
Mas agora já virou casa de novo,rss!

Beijão!!!!

Heloísa disse...

Valéria,
Se você agradeceu é porque os "pacotes" eram bons, não?
beijos

COLCHA DE RETALHOS disse...

Valéria
tô de volta, como foi de carnaval?
amei a história, fiquei rindo que nem uma doida!
xerossss!!!!

Valéria Martins disse...

Oi, Heloísa. Os pacotes eram bons, sim, sempre há algo de bom, né?
Basta a gente ter o coração aberto para enxergar...
Beijos em todas

Babi Mello disse...

Oi Valéria, foi bom, depois vou postar o que andei vendo no carnaval. E meu niver foi ótimo.
Bjcoas!

Drunken Alina disse...

Hahahahaha, vc me lembrou que qdo eu era criança, minha mãe,eu e meu irmão dávamos tchau pros cocôs!!!
Rs!!!!

HAZEL disse...

Oi Valéria! Sim, aqui em Portugal também se festeja o Carnaval, mas eu não gosto muito, por isso nem mencionei o assunto. O Carnaval aqui envolve muitas vezes desacatos, pois as pessoas não se sabem comportar, e aproveitam o pretexto para atirarem coisas umas às outras. Acho que a tradição ficou estragada.

Só as crianças o festejam verdadeiramente, com a sua pureza e alegria.

Beijos|

Rafael Velasquez disse...

beijar na boca é bom para caramba!

Ully of Beagets disse...

Eu também quero uma... MAIS uma após o carnaval... bjs

Calabresa disse...

Rapaz, beijar na boca, com pacote ou sem pacote é tudo de bom!!!!
E por coincidência meu post de hoje fala justamente sobre beijo na boca...
Abração!

Vanderhugo disse...

Adorei a imagem saltando aqui na minha mente de uma boca sozinha voando no espaço, rsrsrsrsrsrsrs...

mas, a verdade é que é justamente esse "universo" que é o ser humano que nos faz crescer. Que bom que, em determinado momento da vida, conseguimos olhar para trás e agradecer, sem qualquer resquicio de mágoa por algo menos feliz que tenha se passado!

Muito bom! E, aqui, fazendo minhas preces pela sua mamãe, tá?

Bjs