domingo, 7 de março de 2010

O Porto

Eu gosto das cidades muito velhas, que nos fazem pensar em todas as vidas que por ali passaram, todas as conquistas e tragédias.

O Porto é assim. Na época da ocupação romana, barcaças vindas de Roma subiam o Rio D´Ouro para recolher o precioso vinho produzido em suas margens, a fim de abastecer o império. E o Infante D. Henrique, que criou a Escola de Sagres que deu origem aos descobrimentos, nasceu nesta cidade. Quanta História!

O Porto é uma cidade cheia de fantasmas, não tenho dúvida. Muitos edifícios estão abandonados ou têm andares abandonados. Janelas quebradas com cortinas rasgadas revelam o interior negro e vazio – o que desencanta minhas colegas de viagem.

- Isso é tão deprimente! – diz uma.

- O que o governo está esperando? – indaga a outra.

O aspecto decadente não me afeta de forma negativa, pelo contrário, acho tudo pitoresco e encantador, e tenho a certeza de que essa velha cidade que já viveu tantas coisas vai superar ainda mais este problema.

Querem ver?

Chegamos ao Porto com chuva torrencial e o nível do rio D´Ouro altíssimo.








Na Ribeira, a cheia do rio provoca inundações que afetam todo o comércio local: restaurantes, lojas, cafés. Pergunto à dona do tradicional restaurante Chez Lapin o que fazem quando vem a cheia e ela:

- Nada. Fechamos a loja e a água vem cá dentro.

Mas como assim? Molha tudo? Retiram os móveis?

- Não, os móveis são de madeira, não há problema. Depois que o rio desce, vêm os bombeiros, limpam a lama e começamos de novo.




No dia seguinte, entretanto, soubemos que em vez de invadir as casas, o D´Ouro recuou. E o sol, contrariando a previsão metereológica, nasceu brilhando em céu azul. Foi um lindo dia no Porto.






11 comentários:

Ana Cristina Melo disse...

Nossa, Valéria, que lindo conhecer o Porto sob a tua visão.

E essa gente? Como é que encaram as cheias dessa forma tão natural? Aqui estamos tão acostumados a associar as enchentes às tragédias. O que há de diferente nesse povo?

Belíssimo post.
Bjs

Valéria Martins disse...

Obrigada, querida Ana Cristina. Outra coisa que eu adorei no Porto foram as revoadas de gaivotas gritando sobre as nossas cabeças. São muitas! É algo muito incomum, mesmo no Rio não se vê tantas gaivotas dentro da cidade, assim. Beijos

Gerana Damulakis disse...

Esta última foto está belíssima. Vi sobre o evento no Bibliotecário de Babel.
Parece que foi uma delícia sua viagem, pena tanta chuva.

Claudia Pimenta disse...

oi valéria! sou completamente apaixonada pelo porto!!! tb me fascina saber que tantos anos de história são contados em cada prédio, cada pedra, cada cantinho daquelas ladeiras! e muuuitas gaivotas... bjs, querida!!!

Mônica disse...

Estou aqui chamando a mame para ver o Porto.
Vamso passear po ai com certeza!
FELIZ DIA DA MULHER!
Com carinho Monica

Babi Mello disse...

Valéria que bizarro a forma como eles encaram a enchente, e o lugar achei bem lindo e aconchegante. Aproveita muito por ai

Neide disse...

Val querida,

O Porto pra mim é o lugar de onde vem aquela maravilha de vinho,a mim não importa a aparência de seus prédios, a história é que conta. Estas fotos!!! a imagem fala por si mesma. Parabéns querida, pelas fotos, pelo seu texto, sempre com um olhar ímpar sobre os lugares..

Embora penso que todos os dias sejam nossos, pois bem os merecemos, devo confessar que adoro ter um dia que todos vão lembrar e falar de nós mulheres, guerreiras incansáveis, que não recuamos tão facilmente, que a cada dia estamos aqui pra mostrar a que viemos...
Parabéns a vc Val pelo dia Internacional da mulher, pelo nosso dia..

Bjuuuuuuuuuuuuuuu

Pablo Lima disse...

fecho com a ana cristina; ver a cidade sob sua ótica impressiona...

Valéria Martins disse...

Queridos, FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER para nosotros todos, hombres y mujeres. Porque o que seria dos homens sem as mulheres e delas sem os homens?
Viva o Amor, a harmonia entre os sexos! Beijos em todos e muito obrigada pela leitura e os comentários!

figbatera disse...

Parabéns, Valéria, pelo texto e belas fotos.
Mais um parabéns pelo "seu" dia...
Abração!

On The Rocks disse...

adoro cidades muito velhas também. não conheci porto. conheci lisboa há dois anos atrás e gostei do ar de antiguidade apesar do aspecto de modernidade.

bj