quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O Leblon do Canarinhos

Antes do Leblon ser o bairro das novelas do Manoel Carlos, houve o Leblon do Canarinhos. Explico: era um colégio na Rua General Venâncio Flores onde hoje se ergue um edifício de apartamentos. Antes havia ali uma outra construção, era a escola onde estudei do maternal à oitava série. Não fiz lá também o ensino médio porque não havia.

Esse nome infame - Canarinhos - sempre nos causou certa vergonha. Principalmente na adolescência, quando, já marmanjos, éramos obrigados a prounciá-lo quando alguém perguntava: "Aonde você estuda?" A resposta era garantia de piadas e as perguntas de sempre: "como?" "hã?" Dava vontade de inventar: "estudo no Santo Inácio!"

O Leblon do Canarinhos era uma delícia!... Muito mais calmo que o de hoje. Não havia tantos bares e restaurantes. Todo mundo morava nas redondezas do colégio e ia embora para casa a pé - menos eu que morava no Jardim Botânico e tinha que pegar ônibus, humpf!

As aulas de ginástica eram no quartel que existe até hoje no bairro, nós íamos andando acompanhados do professor. A quadra de esportes era em frente à prisão do quartel. Os soldados encarcerados por indisciplina ficavam assistindo aos nossos jogos, escutavam os nossos nomes e torciam:

- Vai lá, Valéria!

- Toca a bola, Andréa!

Nesta terça-feira, encontrei minhas colegas do Canarinhos. Nós nos reunimos quatro a cinco vezes por ano em um bar ou em nossas casas, e as conversas e o carinho são ancestrais... Dessa vez, foi no restaurante Mian-mian em Botafogo. Fizemos tanta baderna, falamos e rimos tão algo que os casais de namorados nos olhavam como se dissessem: "Mas quem são essas loucas desmioladas?"

E a gente nem aí...

Dedico esse post às minhas amigas Canarinhas. Que continuemos voando alto, bem juntas, por muito tempo!


19 comentários:

Drunken Alina disse...

Que bacana!!!

Eu viajo nas suas descrições de RJ...

Beijosss!

Rafhaael Velasq... disse...

canarinhos é um nome engraçado mesmo. era colégio de moças?

beijo.

Érico Cordeiro disse...

Prezada valéria,
Muito legal, tanto a história quanto a amizade que se manteve intacta ao longo dos anos.
E que nome, hein?
Melhor inventar que estudava no Santo Inácio (rs, rs, rs)!
Um fraterno abraço!

Anônimo disse...

Vavá, adorei!!!!!!!
Qtas saudades daqueles tempos tão descomprometidos e alegres.
Ainda bem que continuamos revivendo os pedacinhos em cada
um dos nossos encontros.
Bjs carinhosos
Andrea Bandeira

Mônica disse...

Valéria
Eu assisti em preto e branco. E a atriz principal é Gigliola Cinquetti, a outra atriz que deve ser a que está falndo de olhos azuis?
Eu nunc assisti ao filme na TV. Mas estou com vontade de comprar só para assistir de novo.
Com carinho Monica

Há ! Eu acho maravilhoso a importancia que os cariocas dão as amizades antigas, aos colegas.
Minha turma nunca mais nos vimos. Saí do colegio em Varginha e fui para BH e não nos reunimos nunca.

Anônimo disse...

Vá querida, li e tive vontade de chorar, sei lá! talvez de saudade do meu pai que naquela época ainda estava comigo... saudade de um tempo que não tínhamos compromissos, de um Leblon pacato e de uma família chamada escola, mesmo de nome estranho! foi um tempo feliz e de boas lembranças.
Obrigada por vcs todas ainda estarem presentes na minha vida.
Os amigos são os melhores contadores de nossa história.
um beijo em todas as Canarinhas, e que continuem voando!!!!!

Carolina disse...

Ai é tão legal estes encontros, né?
Adoro e faço disso uma rotina na minha vida.
Minhas melhores amigas são da época de colégio e preservo isto a todo custo.

bjos meus, canarinha!

Uma Pulga em desesperO disse...

Oi! Que foto linda!
Ah...o lugar bonito da foto fica no sítio da família lima em Dois Irmãos. Bjuuuu

Paloma Flores disse...

Ai, que delícia! A gente sente saudade gostosa dos tempos que não voltam mais, não é?
Adorei os soldados torcendo, ri até imaginando a cena!
Carinho gostoso de vidas que seguiram rumos diferentes, mas sempre se cruzam, vez ou outra.
Você me deu um ótimo sorriso com esse texto.
(suspiro!)
Ótimo fim de semana!

Claudia Pimenta disse...

oi valéria! ah, doces lembranças... quer coisa melhor? bjs, querida!

On The Rocks disse...

longa vida às canarinhas!

abs

Fernandes disse...

Muito bacana o reencontro .Desejos encontros e novos reencontros.

Título de curiosidade,no Alentejo-PT tem ou tinha um colégio também com o mesmo nome.rs
Tem até uma musiquinha ,rs.

Boa noite.

Fernandes disse...

Por favor, retira o "s" do desejos...

Sabe,como é??

Cansado,com fome e reprovado ,rs...

ô ,vida...

figbatera disse...

Que beleza, Valéria, esses encontros são deliciosos e imprescindíveis!

Lisa Nunes disse...

Muito interessante esse lado do Leblon, gostei de saber. Um abração e bom fim de semana

O quarto do escritor disse...

VOLÀTIL

Babi Mello disse...

Valéria que bom reencontrar amigas de longa data, daqui uns dias irei reencontrar uma e na certeza de que muitas histórias, fofocas, desabafos virão.
bj!

Anônimo disse...

engraçado, todo mundo tinha vergonha do nome, mas o colégio marcou a vida de todos, até porque, a maioria estudou lá desde o maternal até o antigo 1 grau. Sou de 64 e fui das primeiras turmas...
Belo texto

Anônimo disse...

Reunião das barangas do Canarinhos. Nunca vi tanta mulher feia na mesma foto.
E você, nem do Leblon era.
Valeu, sua mentirosa.
Eu falo a verdade. É a reunião das barangas.
Você fica aí mentindo.
A história da Venâncio não é essa. Você nem morava lá.
E não sabe nada sobre o Quartel do Leblon.
Está falando um monte de besteiras na Internet.