segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Um lugar

É lá que eu quero ficar
Quando esta etapa acabar
E a outra começar

Lá onde a quietude e a paz remetem à Eternidade
Onde o vento quase não sopra
E quando o faz, é suave.

Lá onde o tempo pára
E podem passar os anos e os séculos
E tudo continua igual
Embora em constante movimento.

Lá onde o silêncio é o tamborilar das gotas nas folhas
O canto distante de um pássaro
E um regato correndo longe das vistas da gente.

Lá onde se vê a dança silenciosa das árvores
E uma moça sentada na grama em profundo contato consigo.

E um jarro com lindas rosas começando a murchar
Como que para nos lembrar
De que a qualquer momento
Pode ser hora dessa etapa acabar
E a outra começar

É lá que eu quero ficar.



12 comentários:

Mônica disse...

Valéria
Que lindo, mas que triste!
Mas agora sei que voce também é poeta!
com carinho MOnica

Dri Andrade disse...

Hmmm...é exatamente assim q estou pensando agora....

adorei.
beijos boa semana!!!

Rosane Queiroz disse...

Que lindo... escreva mais!
ontem lembramos de voce.
anita ganhou um io-io e quer aprender!
beijos

Fernandes disse...

Muito bom!

Permite?
Gosto também.

O que fui, ainda sou

Aos 36 anos, eu descubro
que os reflexos do que fui
ainda estão presentes.
Os medos
as tristezas
as perdas
as faltas
permanecem até hoje.
O que fui,
ainda sou.
Versão melhorada,
revisada,
mas ainda manuscrita
em garranchos largos,
toscos
e profundos.

Foi a partir dessa poesia mais a palavra tempo,que encontrei o blog.

Abraços!

Gerana Damulakis disse...

Tocante, V. Gostei imensamente.

Flor de Lótus disse...

Olá,Valéria!Lindo poema, um pouco melancólico,mas lindo, quando fores pra esse me lugar me leva junto?To precisando de um lugar calmo e cheio de paz para organizar a minha vida e as minhas coisas.
Uma ótima semana!
Beijosss

Célia Regina disse...

Valéria! Que lindo. Estava com saudades d'ocê. Obrigada pela visita. Há!braços

Ana Valeska Maia disse...

Adorei o poema!
É bom vir aqui.

Pablo Lima disse...

eu também...

Mônica disse...

Valéria
Eu tornei a ler.
E não achei tão triste assim!
Mas eu ainda não sei exatamente aonde eu quero ficar.
Eu pensava que ia ficar eternamente memSanto Antônio do Amparo.
E agora estou nesta temporada aqui em BH.
com carinho MOnica

Flor de Lótus disse...

Oi,Valéria!Passei lá no seu outro blog, achei muito interessante teu texto sobre solidão e viagens,nossa estar num país estrangeiro sozinha deve ser no mínimo assustador, não sei se me animaria a passar por tal experiência, a não ser é claro que fosse com um grupo de turistas como eu...
Sei lá nunca pensei sobre isso,mas que sabe eu faça uma viagem como a sua é bom saber que tudo está em nossas mãos isso é bom,mas nos dá muito medo tbm.
Beijoss

Célia Regina disse...

Bom dia, Valéria... Passei para visitá-la. Gosto de você, do seu blog, dos seus textos e, do texto "Um lugar", gostei tanto que li, reli, comentei e "recomentei"...rsrs
Um abraço, garota!